• Óleo na tampa de abastecimento de óleo e no respiro do motor. É normal?

    Publicado em 9 de Agosto de 2012 Clube do Diesel Sem comentários

    Tampa de abastecimento de óleo e respiro do motor

    Sim, é normal em qualquer motor. Isso acontece porque no funcionamento do motor, o vapor de óleo se forma no cárter e sobe até a tampa de válvulas, onde se encontra a tampa de abastecimento de óleo.
    Quando esse vapor alcança áreas mais frias do motor, ele condensa e se transforma em líquido novamente, formando gotas de óleo que saem pela tampa e também pelo respiro do motor.

     

  • Aumento do blow by. Quais as possíveis causas?

    Publicado em 2 de Agosto de 2012 Clube do Diesel Sem comentários

    Respiro do motor

    Geralmente o aumento do blow by – fumaça que sai do tubo do respiro do motor – se dá pelo aumento de pressão no cárter, que pode ser causado por alto nível de óleo no cárter, óleo com viscosidade baixa, contaminação do óleo lubrificante com diesel, desgaste dos cilindros, desgaste dos anéis de pistão, alteração da taxa de compressão e junta de cabeçote queimada.
    Se ocorrer aumento do blow by no seu veículo, fique atento e leve o veículo a um serviço autorizado para verificação do problema.

  • Óleo sujo com baixa quilometragem? Atenção!

    Publicado em 25 de Julho de 2012 Clube do Diesel Sem comentários

    Óleo Lubrificante cópia

    Se o óleo do seu veículo for trocado com regularidade e considerando que o óleo segue as recomendações do manual do veículo, não há porque o óleo estar sujo prejudicando a lubrificação do motor. Vale lembrar que a cada troca de óleo, é recomendado também a troca do filtro, pois a quantidade de óleo que fica no filtro antigo, pode contaminar o óleo novo. Por isso, se o seu veículo apresentar óleo sujo com baixa quilometragem fique atento e procure um serviço autorizado para a verificação de todo sistema lubrificante de seu motor.

     

  • Baixa temperatura do motor? Fique de olho!

    Publicado em 19 de Julho de 2012 Clube do Diesel Sem comentários

    Temperatura do motor cópia

    O seu motor está apresentando baixas temperaturas? As causas mais prováveis da baixa temperatura do motor são: falta da válvula termostática, se houver válvula termostática, ela pode estar travada aberta, travamento do ventilador do radiador ou falha do relógio mostrador da temperatura.
    Fique de olho, pois para garantir a vida útil de um motor, ele deve trabalhar na temperatura normal, informação encontrada nos manuais dos veículos. Caso perceba alteração, procure um serviço autorizado para os reparos necessários.

  • Entrada de ar no sistema de injeção de combustível do motor. Quais as possíveis causas?

    Publicado em 12 de Julho de 2012 Clube do Diesel Sem comentários

    Sistema de Injeção de Combustível

    Quando ocorre entrada de ar no sistema de injeção de combustível dos motores a diesel, muitas podem ser as causas. As mais comuns são: falhas nas conexões das mangueiras do sistema de alimentação de combustível, nos parafusos banjos, no pescador do tanque de combustível, em arruelas dos parafusos banjo e/ou válvula de retenção da bomba injetora e no caso de motores equipados com injeção eletrônica e que possuam bomba elétrica de alimentação de combustível, falha na válvula de retenção da bomba elétrica. Ao menor sinal de entrada de ar no sistema de injeção de combustível do motor, procure um serviço autorizado para evitar danos maiores.

  • O Consumo de Combustível. Verdades ou Mitos?

    Publicado em 5 de Julho de 2012 Clube do Diesel 18 comentários

    Consumo de Combustível

    Complementando a matéria da semana passada, vamos esclarecer, também, se existem diferenças no consumo de combustível em áreas urbanas e rodovias.
    É importante deixar claro, que o consumo de combustível não pode ser avaliado somente pela utilização do veículo: rodovias ou áreas urbanas. O consumo pode variar muito devido a qualidade de combustível, tipo e estrada, e também trabalho exercido pelo veículo. 
    Por isso, daremos algumas dicas de condução do veículo que podem ajudar na economia de combustível. Procure operar sempre na faixa de rotação correspondente ao torque do motor. Trabalhar na faixa de rotação de torque garante que o motor desenvolva mais força e consuma menos combustível. Evite acelerar o motor entre as trocas de marchas, esse é um procedimento desnecessário. Não acelere o motor antes de desliga-lo, pois, além de consumir mais combustível, se o motor for equipado com turbo, um problema de desgaste na bucha do eixo da turbina pode ocorrer e desbalanceá-la, causando ruído.

  • O Consumo de óleo lubrificante. Verdades ou mitos?

    Publicado em 28 de Junho de 2012 Clube do Diesel Sem comentários

    Consumo de óleo lubrificante

    Temos recebido inúmeras dúvidas e comentários a respeito da diferença do consumo de óleo lubrificante em áreas urbanas e em rodovias. Afinal existe diferença de consumo ou é mito?
    O consumo de óleo lubrificante tende a ser menor em rodovias desde que, a rotação e carga do motor não tenha altas variações. Isso porque em rotações constantes e sem variação de carga no motor, a lubrificação do motor é realizada de uma forma mais adequada, o óleo é mais resfriado e os anéis dos pistões trabalham expandidos todo o tempo, o que reduz o consumo de óleo lubrificante.

  • Queima da junta do cabeçote. Como ocorre?

    Publicado em 21 de Junho de 2012 Clube do Diesel Sem comentários

    Junta do cabeçote

    A queima da junta do cabeçote pode ocorrer de várias maneiras. A mais comum é quando a camisa do cilindro está com altura diferente da altura especificada, em função de erros no ajuste na protusão (ajuste da altura da camisa com relação a face do bloco), falta de planicidade no assentamento da camisa no bloco ou quando se retifica a face plana do bloco do motor. Essa prática não é recomendada pela MWM INTERNATIONAL, pois altera toda a projeção do pistão, obrigando o reparador a realizar a retífica da cabeça do pistão, aumentando a taxa de compressão, que por sua vez, aumenta a temperatura na câmara de combustão, podendo queimar as juntas dos cabeçotes. Portanto fique ligado, não altere as características originais de seu motor e faça todas as revisões e reparos em serviços autorizados.

  • Diferenças entre o ciclo dos motores a Diesel e a Otto?

    Publicado em 14 de Junho de 2012 Clube do Diesel 1 comentário

    Ciclo dos motores a Diesel cópia

    Esclarecendo às inúmeras dúvidas dos amigos do Clube do Diesel, de uma maneira simplificada, resumimos as principais diferenças entre o ciclo dos motores a Diesel e Otto (álcool, gasolina e GNV).
    O combustível Diesel tem sua combustão mais lenta e por isso a energia  é melhor aproveitada. Os motores diesel têm a característica de possuir mais torque, isso porque, com um curso maior de pistão e a queima mais lenta do combustível, se consegue mais força em baixas rotações. Além disso, a combustão do diesel é espontânea, ou seja, a compressão do ar com a injeção de Diesel gera automaticamente a combustão, sendo assim é por essa característica que o motor Diesel não possui velas que produzem a faísca necessária para essa atividade.
    Os motores de ciclo Otto, tem a queima do combustível mais rápida, por isso para se aproveitar melhor a energia do combustível, os cursos dos pistões são menores, gerando mais giros (RPM – Rotações por minuto) com curvas de torque e potência em regimes mais altos. E pelas características diferentes de combustível, são necessárias as velas para produzirem faísca e fazer a combustão.

     

  • Bomba alimentadora de combustível e bomba de alta pressão. Como manter em dia?

    Publicado em 6 de Junho de 2012 Clube do Diesel Sem comentários

    Bomba Injetora cópia

    Para realizar a manutenção na bomba alimentadora de combustível (bomba elétrica), é necessário fazer testes, com um manômetro (equipamento utilizado para medir pressão), instalado na linha de combustível, onde a pressão deve estar dentro dos padrões estabelecidos nos manuais de serviço do motor. Lembrando que após desligar a chave, a pressão não deve cair. Se estivermos falando da bomba de alta pressão, é necessária a remoção da mesma, junto com os injetores para verificação em bancada de teste específica.