• A hora certa para a manutenção

    Publicado em 2 de Abril de 2009 Clube do Diesel Sem comentários

    Para todos os motores existe uma tabela periódica para o plano de manutenção especificada, que deve ser seguida rigorosamente.
    Dentro do processo de manutenção todos os itens que envolvem manutenção preventiva devem ser corretamente analisados, levando-se em consideração as condições de aplicação. Com as aplicações severas, os cuidados devem ser redobrados.
    A manutenção preventiva pode ser mais econômica pelos seguintes motivos:
    Diminui muito as chances de ter o veículo ou equipamento parado no meio de um serviço, perdendo-se produtividade. Além disso, evitam-se gastos com guincho, serviços de terceiros, etc.
    No momento que se está realizando um serviço no motor, outras peças podem ser trocadas ao mesmo tempo, de acordo com a programação, economizando o tempo utilizado pelo mecânico.

  • Qual a função da válvula termostática?

    Publicado em 31 de Março de 2009 Clube do Diesel 79 comentários

    A função da válvula termostática é controlar a temperatura do motor. Ela possui um bulbo com cera que se expande ou contrai em função da temperatura do fluído que a envolve. Esse bulbo com cera controla mecanicamente a válvula que abre e fecha a passagem do fluído de arrefecimento do motor até a entrada da bomba de água ou do radiador.
    Quando o fluído de arrefecimento atinge a temperatura de trabalho, as válvulas se abrem e parte do fluxo migra para o radiador. A válvula termostática exerce duas tarefas muito importantes:
    Quando fechada acelera o processo de aquecimento do motor até a temperatura ideal de funcionamento, impedindo a circulação de água pelo radiador. Neste caso, a água circula entre a bomba, bloco e cabeçote.
    Mantém a temperatura do motor em nível ideal para o bom funcionamento, através da regulagem da abertura e fechamento da passagem para o radiador. Nunca remova a válvula termostática do motor. Se tiver algum problema, verifique em uma oficina autorizada a causa.

  • Qual a importância da troca dos filtros do motor?

    Publicado em 26 de Março de 2009 Clube do Diesel Sem comentários

    Os filtros do motor são importantes para manter a vida útil do propulsor e para diminuir o consumo de combustível e o nível de emissão de poluentes. O motor possui três tipos de filtros: de óleo lubrificante, de ar e de combustível.
    O filtro de óleo lubrificante saturado reduz a quantidade de óleo nas partes móveis do motor, o que causa atrito e desgaste das peças. Além disso, faz com que a bomba de óleo trabalhe com esforço maior, o que danifica prematuramente a peça.
    O filtro de ar em mau estado impede a passagem do ar para dentro dos cilindros. Isso causa perda de potência no motor, obrigando o condutor a acelerar muito o veículo, o que provoca alto consumo de combustível e gera mais poluição.
    O filtro de combustível obstruído pode causar sérios danos na bomba injetora de motor com injeção mecânica. Se o propulsor for equipado com injeção eletrônica e contar com uma bomba elétrica de combustível, o filtro obstruído pode causar a queima da bomba por esforço excessivo.
    O ideal é manter os filtros do motor em dia, ou seja, substituí-los no prazo indicado pelo fabricante. Na troca é importante utilizar filtros genuínos.

  • O poder do aditivo na água do sistema de arrefecimento no motor Diesel

    Publicado em 24 de Março de 2009 Clube do Diesel 2 comentários

    A utilização de aditivo na água do sistema de arrefecimento protege o motor contra oxidação e principalmente contra a erosão das camisas por cavitação. Na combustão, o motor gera muito calor, acima do que o sistema mecânico do motor pode suportar. Portanto, foi necessário desenvolver um sistema de resfriamento utilizando a água como líquido arrefecedor. Entretanto a água possui características oxidantes e que ocasionam bolhas de vapor com o calor. Daí a necessidade da utilização de um aditivo especial que protege as superfícies metálicas da oxidação e a superfície das camisas da erosão por cavitação.

  • Diesel limpo: O sistema de pós-tratamento de gases (Parte III)

    Publicado em 19 de Março de 2009 Leandro Sem comentários

    Com a introdução do Diesel ultra-limpo, um número cada vez maior de sistemas de pós-tratamento de gases de escape trazem soluções inovadoras para a redução das emissões.
    Filtro de Particulado – Como o próprio nome indica, ele absorve o material particulado resultante da queima do Diesel, que é uma espécie de “cinza”. Periodicamente, o filtro precisa ser regenerado, ou seja, é preciso que se queime todo o material retido, uma operação realizada por um processo especial. Existem sensores no veículo que indicam qual o momento correto para esse procedimento de regeneração ser executado. Muitas vezes, essa operação pode ser feita pelo próprio sistema de injeção do motor, ou então por um sistema auxiliar.

    EGR – Exhaust Gas Recirculation – O sistema EGR funciona reutilizando parte dos gases de escape, que passam através de um resfriador gás-água, e, em seguida são misturados ao ar de admissão. Este processo ajuda a reduzir os “picos” de temperatura dentro do cilindro. Desta maneira, reduz a produção de Nox e de fumaça e permite também uma combustão mais eficiente, resultando no incremento da performance do motor. Ler o resto deste artigo »

  • Diesel limpo: O motor (Parte II)

    Publicado em 17 de Março de 2009 Clube do Diesel Sem comentários

    O motor ciclo Diesel é considerado o propulsor de combustão interna mais eficiente do mundo, ele propicia mais força e maior eficiência no consumo do que os outros combustíveis. A combustão é a grande diferença entre o ciclo Otto (gasolina/álcool) e os motores ciclo Diesel. Os motores a gasolina inflamam o combustível com faíscas produzidas por velas, enquanto que no Diesel o combustível é queimado em contato com o ar comprimido no cilindro. O curso do pistão em um propulsor Diesel produz uma compressão de ar tão intensa que o combustível queima espontaneamente.
    Com a utilização de novas tecnologias de combustão, buscando misturas mais homogêneas no início do processo de queima, reduz-se as temperaturas e conseqüentemente a formação de NOx e material particulado. São exemplos destas tecnologias o monitoramento eletrônico, sistema de injeção common rail, comando de válvulas variável e múltiplos turbos que tem produzidos novas gerações de motores Diesel, mais limpos silenciosos e potentes.

  • O Que é o Diesel limpo?

    Publicado em 12 de Março de 2009 Clube do Diesel Sem comentários

    Os motores Diesel estão mais ecologicamente corretos do que nunca, e nos próximos anos a tecnologia desenvolvida pela indústria diesel eliminará praticamente todas as principais emissões associadas com ao propulsor. Este progresso ambiental é o resultado do novo sistema Diesel Limpo – uma combinação de combustível com baixo teor de enxofre, motores avançados e a tecnologia para controle eficaz dos gases de escape. Nesta série de matérias, aprenda um pouco mais sobre Diesel Limpo.

    Diesel limpo: O combustível (Parte 1)

    O Diesel é o combustível originário do petróleo com maior índice de energia – o que colabora para que ele tenha o melhor rendimento entre as alternativas disponíveis. Nos Estados Unidos, as refinarias já chegaram a uma redução de 97% no índice de enxofre no Diesel. Este combustível novo, ultra-limpo, é importante porque o enxofre tende a dificultar o funcionamento dos dispositivos de controle dos gases de escape nos motores diesel, como já aconteceu no passado com os catalisadores nos veículos a gasolina. A eliminação desta substância na gasolina durante a década de 70 permitiu uma nova geração de tecnologia de controle de emissões que tornaram veículos a gasolina 95% menos poluente. Da mesma maneira, a redução dramática do enxofre no diesel impulsionará a tecnologia de uma nova geração de Diesel Limpo.

    Ler o resto deste artigo »

  • Dicas aos usuários

    Publicado em 10 de Março de 2009 Clube do Diesel 7 comentários

    Atualmente a maior parte das picapes médias e grandes circulando no Brasil são equipadas com motorização Diesel, veja abaixo algumas dicas para este tipo de veículo.
    Como a maioria dos usuários já sabe, os motores Diesel possuem características próprias de uso e manutenção. Por isso, fique atento às dicas aos usuários, e saiba mais sobre o mundo Diesel.
    Para os motores turbinados, é preciso manter a marcha lenta por 15 a 30 segundos antes de desligá-lo. Caso contrário, faltará pressão de óleo e o eixo da turbina continuará trabalhando sem lubrificação, gerando o desgaste prematuro do componente.

    Ler o resto deste artigo »

  • É necessário lavar o motor?

    Publicado em 5 de Março de 2009 Clube do Diesel Sem comentários

    Muitos motoristas acreditam que lavar o motor do veículo contribui para sua durabilidade, mas a verdade é que o propulsor tem mais tempo de vida se não for lavado. Ao lavar o motor, principalmente equipado com sistema de injeção eletrônica, existe a possibilidade de entrar água nos conectores dos módulos eletrônicos, e isso pode ocasionar a queima de módulos e/ou componentes do sistema de injeção e até do filtro de ar. O risco de danos é ainda maior quando são utilizados jatos de água em alta pressão ou água quente. Além disso, lavar o motor quente com água fria também pode provocar trincas ou empenamentos de componentes.

  • O que significa opacidade em um motor Diesel?

    Publicado em 2 de Março de 2009 Clube do Diesel Sem comentários

    Opacidade é a característica que certos materiais possuem de dificultar a passagem da luz. Em um motor Diesel, a opacidade é medida na emissão de fumaça pelo escapamento. A medição de opacidade pode ser feita basicamente de duas maneiras:
    A primeira é através de equipamentos medidores de níveis de fumaça, em testes oficiais utilizado na indústria automobilística, com o motor em marcha lenta, à máxima livre ou a plena carga. Estes testes são realizados em dinamômetros para uma correta calibração do motor, mas a certificação dos órgãos competentes – como a CETESB – é a realizada no veículo completo com todo o sistema de admissão (filtro, tubulação, cooler, etc.) e escape (abafadores, tubulação, etc.).
    A segunda maneira é através de escalas de opacidade. A CETESB usa a chamada escala Ringelmann para aferir o nível de emissão da fumaça que sai dos escapamentos de caminhões, furgões e ônibus movidos a Diesel. Esta escala vai de 1 a 5 e é medida com o aparelho denominado “opacímetro”, a legislação ambiental permite até o nível 2, em que a fumaça tem cor cinza-claro.
    Vale lembrar que todos os motores novos, atendem a legislação de emissão de poluentes vigente, para cada aplicação.